Como planejar a vida a dois na aposentadoria

Pesquisa constatou que cerca de 45% dos casais não concordam quanto ao estilo de vida que pretendem ter após se aposentarem

Quem decide se casar com a pessoa amada, geralmente espera que a união dure até que ambos estejam velhinhos, curtindo a aposentadoria, os netos, e uma vida tranquila. No entanto, para que esse cenário se concretize, é necessário que o planejamento em comum seja feito o quanto antes. Uma pesquisa da Fidelity Investments, empresa americana especializada em serviços financeiros, constatou que cerca de 45% dos casais não concordam quanto ao estilo de vida que pretendem ter após se aposentarem.

Por isso, é essencial alinhar as expectativas. O economista Keyton Pedreira explica que é importante que a aposentadoria seja programada por ambos, mas de maneira individual. “O ideal é fazer dois planos de previdência, considerando a renda que cada um deseja ter no futuro. Se um tem 10 anos a mais do que o outro e ganha o mesmo salário, por exemplo, a contribuição do mais velho deverá ser maior, caso queira obter renda similar à do cônjuge e aposentar-se no mesmo período”, explica.

É preciso separar tempo para conversar com seu cônjuge sobre o assunto regularmente. Comece refletindo sobre os seguintes pontos:

- O que gostariam de fazer após a aposentadoria?
Pensam em viajar e passear mais ou a ideia é curtir a casa e a família? Caso haja divergência, é importante que os dois lados cedam de forma a garantir um equilíbrio.

- Onde pretendem viver?
A mesma pesquisa da Fidelity Investments apontou que mais de um terço dos casais discordam quanto ao local onde querem viver na aposentadoria. Reflitam quanto ao tipo de moradia, considerem se é importante manter o tamanho do lar para receber amigos e netos ou se preferem um lugar menor e mais fácil de manter. Se a ideia for ficar parte do tempo fora do país, por exemplo, uma boa reserva em moeda estrangeira será fundamental.

- Quando a aposentadoria deve acontecer? 
Lembre-se de considerar a diferença de idade entre vocês. Em geral, a antecipação da aposentadoria não é algo vantajoso. O ideal é que, se possível, o cônjuge mais velho trabalhe por alguns anos a mais, enquanto aguarda seu par alcançar o tempo necessário para a aposentadoria. Isso contribuiria para o acúmulo patrimonial do casal.

- Vocês já têm feito investimentos que sustentem esses planos?
Se a resposta é sim, verifique se esses investimentos estão de acordo com os planos e estilo de vida que pretendem ter. Eles proporcionarão renda suficiente? É essencial que os dois acompanhem esses investimentos para que estejam preparados caso um ou outro tenha que assumir a responsabilidade financeira.

Tags: aposentadoria casamento futuro investimentos

Veja mais