Existe um jeito certo de parcelar as compras?

Algumas situações que o parcelamento pode ser benéfico

A regra das finanças é clara: comprar à vista é sempre mais interessante. Contudo, é a geladeira que quebra, o carro que bate e a compra parcelada parece ser a única alternativa para resolver o problema na hora. O fato é que a compra parcelada pode ser perigosa, principalmente do cartão de crédito, porque se você perde o controle, pode encarar os juros mais caros do mercado. 

A primeira situação que parcelar é uma boa alternativa é quando você precisa comprar algo que o valor é maior do que a renda que você tem disponível no momento. Isso pode valer para coisas necessárias e que trazem benefícios no futuro como casa e carro, mas também de valores menores, como uma pós-graduação que ajudará na sua carreira, um notebook novo para realizar o trabalho ou uma viagem para realizar um sonho. Mas vale lembrar que na compra de um imóvel ou veículo, quanto maior a entrada, melhor.

Agora imagine outra situação, você tem um dinheiro aplicado e se retirar para pagar um produto à vista, pode ter que pagar uma taxa maior e perder dinheiro. Além disso, você tem a opção de parcelar sem juros. Neste caso, é uma opção benéfica. Você continua fazendo o seu investimento e ainda consegue adquirir seu bem. O mesmo vale para o caso o rendimento do dinheiro que está investido ser maior que os juros cobrados, sendo assim quando você subtrai, ainda está saindo em vantagem.

Cuidados

Antes de parcelar, preste atenção em alguns aspectos importantes:

  • Avalie o preço do bem a ser adquirido à vista, muitas vezes você vai pagar muito mais caro pelo bem se parcelar e é melhor juntar o dinheiro durante um tempo.

  • Verifique se conseguirá pagar as parcelas. Talvez essa seja a parte mais importante, você precisa ter esse dinheiro mensalmente, senão os juros podem acabar com o seu planejamento financeiro. Guarda as notas e sempre deixe anotado para você não se perder. 

  • Se informe sobre os juros, em muitos casos ele pode ser variável e te pegar de surpresa.

  • Saiba o rendimento que sua aplicação financeira está tendo, se você tem um dinheiro investido, é bom saber de fato quando está rendendo para avaliar se o parcelamento vale a pena.

  • É importante saber também se esse rendimento é maior que a taxa de juros do produto que você vai adquirir. Se for menor, o melhor mesmo é pagar à vista.

O que não se deve parcelar

Existem alguns produtos que não é recomendável parcelar de jeito nenhum, como bens perecíveis ou que você consome rápido, isso vale para alimentação e gasolina. Afinal, no próximo mês você terá que comprar tudo de novo, acumulando muitas parcelas e perdendo o controle. 

 

Tags: finanças planejamentofinanceiro

Veja mais