Vantagens e desvantagens do uso de crédito

Conhecer os benefícios e perigos do uso de crédito vai te ajudar a tomar as melhores decisões financeiras

O crédito é conhecido como grande vilão da saúde financeira. Mas, na verdade, esse tipo de transação financeira, pode trazer tanto benefícios quanto malefícios para quem concede e para quem utiliza. para prevenir possíveis prejuízos, o ideal é conhecer bem as vantagens e as desvantagens se tornaram um tomador de crédito, para entender bem quando e se ele deve ser utilizado. 

Vantagens 

Antecipação do consumo 

Com crédito, podemos adquirir um produto ou serviço, mesmo sem possuímos o valor no momento da compra. 

Socorro para emergências 

Em situações de crise de crise inesperadas, o crédito pode ser utilizado como reserva de dinheiro para resolução de imprevistos. 

Melhores condições para aproveitar as oportunidades 

É comum que nos deparamos com situações em que uma boa oportunidade de compra, mas nós não temos dinheiro suficiente naquele momento para aproveitá-la. Dependendo das condições, o crédito pode ser uma boa saída para fechar um negócio vantajoso. 

Desvantagens 

Antecipação do consumo gera incidência de juros 

Comprar um produto de forma antecipada parece bom, mas esse benefício custa o pagamento de juros para pagar pela custo dessa antecipação. 

Risco de endividamento excessivo 

O uso impensado e excessivo de crédito pode causar superendividamento, o que pode que pode comprometer seriamente o seu bem-estar financeiro. 

O crédito que você usa hoje limita o seu consumo futuro 

Quando você opta pelo crédito como forma de pagamento, por um lado, existe a vantagem de poder consumir no presente e pagar no futuro. Mas, por outro, o valor que você paga pelas parcelas de uma compra que já passou, vão te faltar para consumir no presente. Isso pode te levar a um ciclo vicioso em que você compensa o dinheiro que te falta por ser gasto nas suas faturas de cartão de crédito com a utilização mais intensa do cartão de crédito. 

Orientações gerais para uso do crédito 

  • Reflita sobre as vantagens e desvantagens; 
  • Não leve em conta apenas o valor das parcelas: 
  • Avalie a real necessidade de crédito;  
  • Leve em conta o custo efetivo total e compare a oferta de duas ou mais instituições bancárias. 

O custo efetivo total (CET) é uma informação percentual relativa ao valor real de um empréstimo ou financiamento, o que inclui juros, tarifas, impostos e outros encargos. 

Desconfie do crédito fácil 

É comum ouvir propagandas de cartões de crédito que prometem "crédito fácil e pré-aprovado" ou ofertas de aumento do limite do cartão de crédito ou cheque especial. 

Mas muitas vezes, esse tipo de proposta fácil demais está atrelada a juros mais altos, que te podem levar ao superindividamento. 

É preciso tomar ainda mais cuidado com a possibilidade de cair em golpes. Para evitar uma fraude financeira, verifique se a instituição bancária que te oferece a proposta de crédito é oficialmente autorizada pelo Banco Central.