Custo do leite: entenda o que causou o aumento

Especula-se diminuição no preço até o fim do ano

Alguns economistas julgaram que o encarecimento dos produtos de mercado seria progressivo, mas, lento. Esse pensamento gerou a crença de que os  aumentos seriam vistos de maneira natural pelo consumidor. 

Todavia, o que é visto hoje no mercado segue em contramão às projeções feitas pelos economistas. Os preços exorbitantes trazem cada vez mais preocupação e indignação aos consumidores, que constantemente pedem por explicações.

Se você esteve no mercado nos últimos meses, provavelmente percebeu que o leite acompanhou a elevação de preço dos demais produtos. Abaixo, você verá alguns dos fatores que causaram os constantes aumentos nesse produto.

 

Alto custo de produção do leite

Os meios de produção do leite sofrem com muitas variáveis indesejadas, o que reduz a oferta da matéria- prima. Entretanto, como o leite possui diversos derivados e, por si só, já é um ingrediente para muitos alimentos, a grande procura pelo produto só aumenta.

Curiosamente, o alto preço do leite e a alta demanda do consumidor não está beneficiando os produtores de maneira proporcional.

Segundo o portal Sou Agro, o leite teve encarecimento de 24% de maio/22 a junho/22 nas prateleiras do mercado, enquanto, para o agricultor, o encarecimento na produção do leite foi de 62% nesse mesmo período.    

 

Período Entressafra 

Anualmente, a entressafra se responsabiliza pela queda na disponibilidade de rações para os gados. E, como se não bastasse, o fenômeno climático La Ninã, que voltou ao Brasil em outubro de 2021, também corroborou para a redução da quantidade e qualidade das pastagens.

Consequentemente, a alimentação do rebanho é afetada, reduzindo drasticamente a produção de leite. 

Felizmente, de acordo com alguns especialistas e produtores, dentro dos próximos meses, existe previsão para o barateamento das rações. Com isso, o custo para manter as cabeças de gado será reduzido, viabilizando a diminuição no preço do leite.