Entenda mais sobre a prescrição de dívida

Dívidas realmente caducam?

A inadimplência alcançou patamares inacreditáveis no Brasil.

Segundo dados do Serasa, mais de 62 milhões de brasileiros encontram-se endividados e sem perspectiva de solução para sanar as dívidas contraídas.

Claramente agravada pela crise pandêmica, a situação de inadimplência gera problemas financeiros, emocionais e frustram milhões de brasileiros que não sabem como resolver a questão.

Para muitos, a perspectiva é de que não há solução e terão que esperar a prescrição das dívidas.

Popularmente conhecida como dívida caducada, a prescrição de dívida faz muitas pessoas pensarem que não serão mais cobradas por sua inadimplência.

Entretanto, a realidade não é bem assim.

Entenda melhor como a prescrição de dívida funciona:

O que é a prescrição de dívida?

Basicamente, a prescrição de dívida, ou dívida caduca, é aquela em que, geralmente após o prazo de 5 anos, não pode mais ser cobrada judicialmente.

Em tese, a empresa detentora da dívida não pode mais mantê-la em plataformas de restrição ao crédito, porém, ela não deixa de existir.

A prescrição é prevista por lei e tem prazos específicos para cada tipo de dívida, portanto, existem algumas, como os títulos de crédito e aluguéis, que prescrevem em três anos e outras, como dívidas de hospedagem, que prescrevem em 1 ano.

De acordo com o respaldo da lei, “a prescrição acontece em 10 anos, quando a lei não lhe haja fixado prazo menor”.

No entanto, a grande maioria das fixações estipulam 5 anos.

Se não há mais cobrança judicial ou restrição ao crédito, ainda posso ser cobrada por ela?

Sim. Apesar de a dívida não constar na plataforma geral de consulta ao crédito, as contas não pagas podem influenciar o relacionamento do seu nome com bancos e varejistas e limitar sua possibilidade de crédito.

Deste modo, muito embora ela não conste em dados gerais, não deixa de existir com o credor, o que atrapalha sua viabilidade de crédito.

Como quitar uma dívida prescrita?

Após a perda tão prolongada do prazo de pagamento, as condições para a quitação da dívida podem melhorar. Por isso, é recomendável entrar em contato com a credora e averiguar condições de negociação.

Assim, você limita seu crédito ao positivo e pode iniciar uma nova jornada.

 

Tags: dívida caduca prescrição de dívida