Maio Amarelo: Prevenção no trânsito protege sua vida e seu orçamento

Proteja-se: a educação no trânsito é fundamental para a sua vida e para o seu bolso

O mês de maio é inteiramente dedicado à prevenção no trânsito.

O Maio Amarelo é uma iniciativa para conscientizar motoristas sobre os riscos da direção não defensiva e serve para destacar os altos índices de mortes por acidentes de trânsito no Brasil.

Em 2021, foram registradas 11.647 mortes no trânsito no Brasil.

Isto significa que, a cada dia, 32 pessoas perderam a vida em acidentes.

O número de acidentes no ano passado foi de 632.764 registros: o equivalente a 72 incidentes por hora no país.

Além dos danos irreversíveis à saúde, à vida e às famílias de vítimas, a falta de prudência no trânsito também pode ser um grande vazamento de recursos financeiros.

Junte a pressa com um minuto de desatenção e lá vem a multa! Se você é do tipo que vive esquecendo o dia do rodízio (caso a sua cidade tenha adotado o sistema) ou que adora afundar o pé no acelerador e passar despercebido pelo radar, atenção. Descuidos como esses acabam rendendo dor de cabeça e prejuízos financeiros.

Infrações de trânsito custam dinheiro e pontos na carteira de motorista. De acordo com o artigo 258 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), elas são classificadas de leves a gravíssimas e podem render multas que vão de R$ 91,64 até R$ 1.915,40 (se você for flagrado dirigindo embriagado ou sob efeito de outras drogas). As infrações levam à perda de 3 a 7 pontos na carteira.

 

No entanto, algumas estratégias podem evitar esses gastos e todos os inconvenientes de ser multado e até de perder a carteira. Fique por dentro!

Mantenha os documentos do carro e a sua carteira de habilitação sempre em ordem. Segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (DETRAN), dirigir sem a documentação obrigatória é uma das infrações mais frequentes.

Outras multas frequentes são: dirigir falando ao celular ou com fone de ouvido, não usar cinto de segurança, transitar sem equipamento obrigatório ou com veículo em mau estado de conservação. E tudo isso pode ser evitado, basta você se disciplinar.

Fatores físicos como cansaço, visão ou audição comprometidas diminuem a atenção e aumentam os riscos de cometer infrações e até de sofrer acidentes. Por isso, caso sinta sono ou qualquer tipo de mal estar no trajeto, pare e descanse ou peça auxílio, antes de seguir viagem.

Fatores emocionais e psicológicos - nervosismo, tensão, excitação ou tristeza - também fazem o motorista perder o foco. Então, redobre os cuidados ao dirigir nessas condições.

No caso de determinadas infrações, como dirigir embriagado, o valor da multa é multiplicado em até cinco vezes. O que, evidentemente, leva a um rombo no orçamento. Nesta situação, o condutor fica impedido de dirigir e pode ser processado caso se envolva em acidente. Melhor pegar um táxi, não é?

Atenção aos pontos

Quando se acumula multas dentro de um período de 12 meses, totalizando vinte pontos ou mais, a CNH pode ser suspensa por um tempo que varia de acordo com a gravidade das infrações e que pode chegar a até um ano. Além disso, também é preciso fazer um curso de reciclagem de 30 horas para poder voltar a dirigir.

Ao preservar as regras de trânsito, você preserva a vida.