Descubra como proteger seus aplicativos de bancos

Entenda melhor como os recursos de segurança do seu smartphone podem te proteger

Atualmente, a quantidade de golpes, fraudes e tentativas de quebra de informações sigilosas vêm crescendo exponencialmente.

Em decorrência disso, as empresas de segurança buscam desenvolver melhores funcionalidades que atuem como recursos de segurança para o seu aparelho celular.

 Para quem utiliza os dispositivos como verdadeiras agências financeiras através de aplicativos, a segurança deve ser redobrada. Afinal, perdas e roubos podem ocorrer.

Conheça algumas opções para incrementar a segurança dos aparelhos celulares e garanta mais proteção.

 

Configuração de bloqueio da tela de início

            A senha na tela de bloqueio é o pilar dos diversos recursos e funcionalidades que irão te proteger contra as  tentativas de violação dos seus dados.

Os celulares mais atuais costumam solicitar, durante o primeiro uso, que a senha da tela de bloqueio seja definida. Esta é uma das medidas de segurança propostas pela Lei Geral de Proteção de Dados - LGPD.

Caso o seu celular ainda não tenha essa importante senha, considere esta uma ótima hora para ativá-la. O procedimento é simples, acesse as configurações do seu smartphone e procure pela opção “Tela de Bloqueio”, lá, procure por “Definir senha” e escolha uma das opções, feito isso, basta escolher sua senha.

 

Dupla autenticação

Quando se trata de segurança, a dupla autenticação vem se mostrando uma das melhores opções. É sempre recomendado tê-la em suas redes sociais, e-mails e, principalmente, nos seus aplicativos de banco.

Ativar esse recurso nos seus aplicativos bancários é bem simples, você deve procurar por “Configurações de privacidade e segurança” e marcar a opção de dupla autenticação do aplicativo em questão.

Feito isso, todas as vezes que tentar acessar o aplicativo em um novo dispositivo, um código de confirmação será enviado para seu e-mail ou mensagem no número de celular cadastrado.

 

PIN e PUK

            Duas tecnologias não muito recentes, mas de extrema eficiência. O PIN e o PUK já eram usados por diversas redes bancárias no passado, antes até mesmo dos smartphones adotarem a tecnologia.

 Para ativar essa funcionalidade, basta acessar as configurações do seu smartphone ou ir direto para as configurações do seu aplicativo de banco.  Lá, procure por “Configurações de privacidade e segurança”, depois vá em “Tela de bloqueio” e escolha a opção “PIN”. Agora,  é só escolher um número como chave PIN.

 Após seguir o passo a passo, seu celular irá solicitar a chave PIN todas as vezes  que você tentar desbloquear o celular.

Existe também a opção de ativar a chave de segurança no chip do celular, ao fazer isso, o PIN será solicitado todas as vezes que o dispositivo for iniciado.

 

Onde guardar minhas senhas?

Jamais anote senhas no seu dispositivo.

Se alguém tiver acesso ao seu celular com a tela desbloqueada, muitos dos recursos e procedimentos de segurança já terão sido pulados, o que torna o seu aparelho extremamente vulnerável.

Ou seja, se você tem dificuldades para lembrar dados como senhas e e-mails, recomenda-se utilizar uma ferramenta externa ao seu celular para armazenar estes dados, de preferência algum objeto ou lugar que só você e pessoas de confiança tenham acesso, como uma agenda, por exemplo.        

 Seguindo essas dicas, você estará protegido(a) contra a maior parte das fraudes e tentativas de violação de dados bancários. Entretanto, caso você passe por alguma situação de violação do sigilo de suas informações, não hesite em contatar a polícia e seguir todos os procedimentos necessários para restaurar a integridade e confiabilidade do seu aparelho celular e senhas.