Pensamento Financeiro: Como suas escolhas afetam suas finanças pessoais?

Entenda como organizar as finanças de acordo com seu ponto de vista pessoal

O tema gera polêmica pelo ponto de vista das abordagens.

Por um lado, há pessoas que consideram desperdiçar a vida guardar dinheiro em detrimento de viver experiências e, por outro lado, quem pense que, se não guardar e abrir mão de segurança futura, não darão valor ao trabalho de uma vida.

De maneira geral, os dois pensamentos fazem sentido. Afinal, trabalhamos muito ao longo dos anos e esperamos colher frutos disto.

Contudo, qual a melhor forma? Guardar e abrir mão ou gastar e se arriscar a trabalhar ainda mais para manter o padrão de vida?

Para economistas, poupar é fundamental e deve ser implantado na mente. Se você não conta com o dinheiro que guardou para realizar atividades, não sente falta dele, porque ele tem um objetivo. Desta forma, é possível chegar ao ponto psicológico do controle do financeiro: poupar precisa ser por um objetivo para que haja foco na tarefa.

Se você é o tipo de pessoa que paga as contas em dia, gasta com o que te faz feliz, porém, não poupa ou se prepara para o futuro e está tranquila com isso, talvez seja hora de pensar em realizar sonhos. Somente assim você terá incentivo.

O ideal de poupar, para pessoas com o psicológico controlado, é angariar mais qualidade de vida. Não é saudável guardar dinheiro abrindo mão de tudo que faz o indivíduo feliz. O equilíbrio é fundamental.

Ensaios revelam que tudo depende de planejamento futuro e da resposta à uma pergunta essencial:

Onde você se vê, em termos de estabilidade financeira, daqui a 15 ou 20 anos? Que sonhos precisa realizar?

Esta é a meta de saúde psicológica para equilibrar despesas e não sentir que se vive para guardar: realizar os sonhos mais ambiciosos.

Para profissionais em economia, é impossível separar segurança com o envelhecimento sem incluir na equação uma organização financeira consistente em idades mais tenras. Contudo, viver é imprescindível.

Pense no que não pode ser deixado de lado para sua qualidade de vida e o que pode ser guardado para realizar sonhos futuros e equilibre sua mente.